14:18 GmNoticias Brasil 0 Comentarios

O recém-empossado comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberval Ferreira França, confirmou ontem que 56 policiais devem ser transferidos do presídio Romão Gomes para o sistema prisional comum em até 30 dias. Segundo ele, são condenados envolvidos com roubo, latrocínio e envolvimento com o tráfico de drogas. Na terça-feira, durante a posse de Roberval, o secretário de Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, revelou que a Pasta estuda mudanças no presídio militar, na Capital, atualmente com 197 policiais detidos. O novo comandante reiterou que a ideia é mudar a Justiça Militar para acelerar a expulsão dos policiais criminosos. "Se a opção do policial for migrar para a margem do crime, ele deverá ser tratado como criminoso comum", disse. Punir os desvios de conduta é apenas uma das ações que Roberval planeja para mudar a forma como a sociedade vê a corporação. Para ele, é preciso realizar uma "revolução cultural". "Vamos passar de fazer o trabalho de controle para o de proteção", completou. Comandante da Polícia Militar no Grande ABC nos últimos dez meses, o coronel disse que pretende estender algumas técnicas usadas na região durante sua gestão para todo o Estado, como o projeto de vizinhança solidária, de Santo André, e tática de combate aos bailes funks, citando especificamente Diadema como o modelo melhor sucedido. "Quando assumi o Grande ABC, tinha um projeto de no mínimo dois anos e deixamos um modelo que seja consolidado e aperfeiçoado pelo coronel", disse Roberval, referindo-se ao seu sucessor, Helson Léver Camilli, novo chefe da Polícia Militar na região. "Eu disse que enviaria alguém melhor que eu. Ele é qualificado e eu serei o seu maior fiscal ."

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima
Tecnologia do Blogger.