A GUARDA MUNICIPAL DE ILHEUS PEDE SOCORRO


Na realidade a guarda municipal de Ilhéus, vem sendo muito desrespeitada com os últimos acontecimentos.


O tema do momento, que não pode passar despercebido, é que a maioria dos operadores de segurança pública, sofrem com as más condições de trabalho oferecidas em alguns postos de serviço.

Por exemplo, algumas unidades não oferecem água potável, ou quando oferecem, não está acessível ao guarda. Não é correto generalizar a situação, mas existe sim e só não vê quem não quer.

Será que por serem guardas, não são seres humanos? Ou são seres inferiores? Quem tiver essa resposta, por favor, responda urgentemente, pois até o momento para esses absurdos não existem justificativas..

*sem direito a horário de almoço.

* sem direito de fazer horas extras.

*sem direito a adicional noturno.

*Antes da nossa contratação, a prefeitura pagava cerca de R$ 1500,00 por homem à empresas tercerizadas (DNA e NM), enquanto aos atuais agentes é paga a quantia de R$527,00.

*temos que trabalhar numa escala ridícula, trabalhando aos domingos e feriados como dia normal, sem direito a fazer extra.

*não temos o direito de discordar de nada ou seremos punidos pelo próprio comando ou pelos nossos superiores rondantes (os desvios de função).

*É uma humilhação pra todos os GCMs recém-admitidos, quando se vê que os desvios de função tem escala privilegiada, com hora extra, adicional noturno e os melhores postos de serviço.

E os guardas municipais concursados ficam disputando por um rodízio de três em três meses pra ganhar uma extra.

Outro absurdo que merece ser bastante analisado é a falta de homens nos postos, principalmente no período noturno, pois entende-se que no mínimo teriam que ser dois homens em cada posto. Não se pode concordar com tais absurdos. Onde já se viu destacar um só homem, sem preparação, sem nenhum tipo de equipamento, para fazer a segurança de um posto às vezes em locais de alto risco. Estamos falando de pais de família que são jogados de qualquer jeito para as armadilhas da vida. Isso é inadmissível, a guarda municipal não concorda com tal situação e exige que seja feita justiça.

Um comando qualificado não concordaria com tais absurdos, pois todos sabem que não está correto brincar com a vida alheia.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima
Tecnologia do Blogger.