Policiais espanhóis treinam Pm, Pc e GCM para combate ao terrorismo na copa de 2014

21:26 GmNoticias Brasil 0 Comentarios


Policiais espanhóis estão em Salvador ministrando cursos para a polícia baiana como parte da preparação da cidade para os eventos da FIFA na área de segurança.
As aulas estão ocorrendo na Universidade Livre das Dunas – Unidunas, onde agentes das polícias Civil e Militar e da Guarda Municipal aprendem como os espanhóis fazem a segurança de turistas.
“A Espanha é um dos países mais visitados do mundo, o turismo corresponde a 11% de seu PIB, além disso, eles contam com um departamento específico para lidar com tudo que tem a ver com a proteção daqueles que visitam o país. Ou seja, eles têm muito a ensinar”, ressalta Joel Juvêncio, coordenador do Grupo de Apoio ao Turista (GAT), da Guarda Municipal de Salvador.
Além das aulas sobre segurança para turistas, iniciado na última segunda-feira, 19, serão realizados mais dois cursos. Um de atuação em ocorrências com explosivos e de combate ao terrorismo, com 80 horas, que será realizado entre 26 de novembro e 7 de dezembro; e outro sobre gestão de grande eventos, cujo início está previsto para 10 de dezembro.
“O curso sobre explosivos terá uma semana de aula teórica, aqui em Salvador, e uma outra parte prática, com técnicas de desarmamento de bombas, que ocorrerá na Espanha”, acrescentou o major Marcos Oliveira, coordenador de planejamento e projeto para a Copa do Mundo, no âmbito da Secretaria de Segurança Pública.


O major informa ainda que o envio de policiais baianos para cursos de desativação de bombas não é novidade. “Desde o ano passado estamos enviando agentes para a Colômbia”, conta. Segundo ele, os cursos foram idealizados depois que, em 2010, foi assinado um acordo de cooperação entre o governo do estado e a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento - AECID .
“Essa é, na verdade, a segunda edição dos cursos. A primeira foi no final de 2011, quando os espanhóis ministraram cursos de gestão de grandes eventos e de atuação em ocorrências com armamento atômico e químico”, relata.
O curso que está em andamento na sede da UNIDUNAS, na Praia do Flamengo, tem como professores os policiais do Corpo Nacional de Polícia da Espanha, Fernando Diez e Jose Tirado. Eles falaram um pouco da diferença entre a atuação da polícia espanhola no trabalho de proteção aos turistas. “Entendemos a importância dos turistas para o nosso país e, por isso, participamos ativamente da indústria do turismo. Fazemos um esforço para que o turista se sinta seguro e à vontade. Estamos, por exemplo, presentes até nos postos de informação turística”, resumiu Tirado.
Essa participação se manifesta também na relação dos policiais com os diferentes atores participantes da indústria de turismo. “É o que chamamos de participação cidadã. Conversamos com os agentes de turismos, com a associação de hotéis, com os guias turísticos, enfim, com todos que fazem parte da indústria para saber o que está faltando, quais são suas demandas, e também para termos deles informações importantes que nos ajudem no trabalho de segurança”, conta Diez.
Outro aspecto que diferencia o trabalho dos espanhóis está na versatilidade de seus policiais. “Trabalhamos muito na formação. É importante que se tenha algum conhecimento de línguas estrangeiras, além disso, é necessário que sejam capazes de integrar-se à sociedade”, acrescenta Diez.


fonte: http://www.tribunadabahia.com.br

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima
Tecnologia do Blogger.