CAXIAS/MA - Médico é detido pela Guarda Civil Municipal por omissão de socorro a uma criança

07:30 GmNoticias Brasil 0 Comentarios

Constituição Federal

Art. 227. É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. (Redação dada Pela Emenda Constitucional nº 65, de 2010)

Caso ocorreu na madrugada deste sábado, no Hospital Geral do município.
O médico foi logo liberado, mas um inquérito foi instaurado



Um médico foi detido no Hospital Geral deCaxias por omissão de socorro. Segundo a denúncia, ele se recusou a atender um menino de nove anos que sofria com fortes dores abdominais.
O caso ocorreu por volta das 4h deste sábado (26), após a mãe ter procurado atendimento para a criança no Hospital Infantil Drº João Viana, que não tinha médico de plantão. Com a criança passando mal, ela seguiu para o hospital geral, onde foi informada que o médico plantonista não seria acionado.
Ao ver o estado da criança e a recusa em chamar o médico, o guarda municipal do hospital foi até a sala de descanso, onde estava o médico, e avisou que uma criança estava aguardando atendimento e passava mal na recepção.
O médico teria dito que não iria atender, pois não era pediatra e estava dobrando o plantão. Além disso, estava sobrecarregado. O guarda teria informado que se não prestasse atendimento, o prenderia por omissão de socorro. Irritado com a reação do guarda, ele ainda teria trocado agressões com o homem, que o deteve e o conduziu à delegacia.
O médico foi logo liberado, mas será instaurado um inquérito para apurar o caso. Um outro boletim de ocorrência foi registrado pelo profissional da saúde, por abuso de poder por parte do guarda. Já o garoto está internado no Hospital Infantil de Caxias. O G1 tentou manter contato com a direção do hospital para obter informações sobre o estado de saúde do garoto, mas sem sucesso.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima
Tecnologia do Blogger.