Guarda Municipal prende suspeitos de matar empresário ibiunense

Guarda Municipal prende suspeitos de matar empresário ibiunense

16:43 GmNoticias Brasil 0 Comentarios


A Guarda Civil Municipal de Ibiúna prendeu nesta madrugada (22) quatro suspeitos de terem matado o empresário Carlos Alberto de Godoy, de 66 anos, que estava desaparecido desde a noite de sábado (20). Dois dos suspeitos eram filhos do caseiro da vítima, sendo que um deles chegou a ir até a delegacia fazer o Boletim de Ocorrência do desaparecimento, juntamente com familiares do empresário. O crime ocorreu no bairro do Colégio, zona rural de Ibiúna. Com os detidos, foram encontrados joias, bebidas, eletroeletrônicos e outros objetos roubados de Carlos. Outros dois suspeitos de participação no roubo estão foragidos. De acordo com a polícia, por volta das 20 horas do sábado, bandidos armados renderam Carlos no portão de entrada da chácara onde ele morava no bairro do Colégio e o amarraram juntamente com um caseiro. Em seguida, roubaram joias, uma arma calibre 32 de propriedade da vítima, cerca de R$ 1.500 em dinheiro, eletroeletrônicos, bebidas e outros objetos da residência. Carregaram tudo num Fiat Strada do próprio empresário e o levaram junto. Familiares da vítima tiveram conhecimento do ocorrido e foram até a Delegacia de Polícia de Ibiúna, onde fizeram um Boletim de Ocorrência, informando o desaparecimento do empresário. Na manhã de domingo (21) o carro da vítima foi encontrado abandonado no bairro Gurgel, em Piedade. Guardas Municipais da ROMU patrulharam o local a procura do empresário, refazendo o trajeto da chácara, até o local onde o veículo foi encontrado. No caminho, próximo a um bar, encontraram os filhos do caseiro da vítima, identificados como Felipe Ribeiro da Costa, de 25 anos, e Celso Ribeiro da Costa, 35, que ao serem questionados começaram a entrar em contradição sobre o ocorrido. Ambos foram levados à Delegacia de Piedade, onde acabaram confessando a participação no crime e ainda apontaram os outros dois suspeitos, que também eram vizinhos da chácara onde aconteceu o roubo. Moacir Fusco Filho, 56, e o seu genro Reinaldo Batista de Menezes, 21, foram presos em um sítio no bairro do Colégio, onde foi encontrado alguns objetos roubados da chácara. Na delegacia, eles informaram onde o empresário estava. No local apontado pelos suspeitos, um matagal no bairro do Gurgel, em Piedade, a polícia localizou o corpo de Carlos, que estava amarrado com as mãos para trás e com nove perfurações de arma de fogo. Na manhã de hoje (22), os quatro foram trazidos para a Delegacia de Polícia de Ibiúna, onde foram indiciados por Latrocínio – Roubo seguido de morte. A polícia ainda investiga o caso e procura por outros dois suspeitos, que também estariam com as armas utilizadas no crime, bem como o dinheiro e demais objetos roubados da vítima. Quem tiver alguma informação pode ligar para o Disk-Denúncia 181. A ligação é gratuita e não precisa se identificar. Um dos suspeitos, Reinaldo Batista, chegou a apresentar uma Carteira de Habilitação falsificada aos guardas. Ele já possuía passagens por roubo e latrocínio. Já Moacir Fusco, também apresentava extensa ficha criminal, pois já havia sido preso por furto e roubo, além de ter ficado por 15 anos detido no extinto presídio do Carandirú, em São Paulo. Os outros dois presos, que são filhos do caseiro da chácara, na manhã de domingo (21) chegaram a ir junto com a família do empresário até a Delegacia de Polícia de Ibiúna fazer o Boletim de Ocorrência sobre o desaparecimento da vítima. Segundo a polícia, o mais novo foi praticamente criado junto com empresário. Carlos, mais conhecida como “Carlinhos”, era uma pessoa muito querida na cidade, sendo que chegou, inclusive, a ser diretor da Associação Comercial e Empresarial de Ibiúna (ACEI). Ele deixa a esposa, duas filhas e um neto. fonte:http://jpibiuna.com.br/

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima
Tecnologia do Blogger.