(SINDGUARDAS-BA),

Guarda Civil Municipal de Ilhéus Sindicato protocola documento e exige condições dignas de trabalho para os agentes

14:13 Lilica 0 Comentarios

Chega de descaso com a Guarda Civil Municipal de Ilhéus

SINDGUARDAS-BA. Ai está o documento que o Sindicato encaminhou para o CMT da Guarda Civil de Ilhéus, reiterando nossa preocupação com os descasos que vem acontecendo com os nossos colegas de farda, mediante as condições de trabalho, higiene e segurança que não são oferecidas aos Guardas Civis do município de Ilhéus. Dos itens que estão totalmente em desacordo com a função dos agentes de segurança pública são: GCMs sendo colocados para trabalhar sozinhos em postos que não oferece as mínimas condições de trabalho; como o posto do 2° Batalhão da Polícia Militar da Bahia em que os  Agentes da Guarda Civil tem que tirar o seu plantão dentro do banheiro; Posto do hospital regional em que o alojamento é  ao lado do setor de isolamento onde ficava pessoas infectadas com doenças contagiosas sem oferecer as minimas condições; Somente um agente sendo escalados em postos onde oferece alto risco de periculosidade como o CENTRO POP (Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social); O SINDGUARDAS-BA, está fazendo a sua parte e solicita que os Guardas de Ilhéus continuem firmes e unidos, pois sabemos que a luta pode ser árdua, mas se continuarmos juntos sem ceder alcançaremos a vitoria tão esperada, cabe aos GCMs fazer a sua parte. Unidos e Juntos Somos mais forte.

Em 2013 os trabalhadores aprovaram algumas demandas trabalhistas; em assembleia, em seguida o presidente do sindguardas-ba Pedro de Oliveira protocolou no comando, no MPT e na secretária de administração do município.

Um dos itens bastante relevante da pauta de 2013 que também foi decidido, foi que todos os agentes não poderia jamais trabalhar só em qualquer que fosse o local, pois já havia acontecido fatos sinistros em que o agente que estava em serviço, foi encontrado morto dentro do posto.


O comandante em exercício da época, o senhor Walmir coronel da reserva da pm, ao receber o documento das mãos dos representantes dos trabalhadores questionou, mas recebeu ordens da secretária de administração para cumprir imediatamente o que foi decidido em assembleia.

Hoje; o atual comandante da Guarda Municipal de Ilhéus apesar de ser um GCM de carreira, vem descumprindo tudo que já estava sendo posto em prática ha 3 anos. O comandante vem lutando arduamente e conseguindo retirar todos os direitos conquistados pela instituição além de expor os agentes em locais totalmente sem condições dignas de trabalho, locais que são semelhantes ao trabalho escravo como mostra as fotos abaixo:
Banheiros entupidos
Aguardamos o envio de mais fotos dos locais precários onde a dignidade humana desses agentes está sendo posto em ultimo plano.



Essas são imagens de postos de serviços enviadas.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima