Metas Urgente

12:37 Gm-notícias 0 Comentarios

Este exemplo deve ser seguido por nós da GCMI,jà estar mais do que na hora de começarmos o grande trabalho de consciêntização de todos gcms.

O título deste tópico não diz muito do que ele realmente é, eu poderia dizer que se trata de começar a agir "cerebralmente", tem a ver com algo que escrevi em outro tópico:

Estabelecer REDES complexas, não "monodependentes", amplas e, principalmente, conscientes. Imiscuir-se PAULATINAMENTE, mas com visão permanente, em tudo o que nos diz respeito.

Assumo que a ideia que passo a expor não é minha, na verdade é bem velha e tem muitos país, eu quero apenas propor um estratégia a ser seguida.

A questão é:

PRECISAMOS de representação POLÍTICA URGENTEMENTE.

A GMC eleger um vereador (para começar) não é impossível. O problema é que tem surgido, em épocas de eleição, muitas candidaturas individuais. Para eleger nosso vereador precisamos concentrar nossa SINERGIA em uma só candidatura.


De que tipo de vereador nós precisamos?

- Um que seja guarda de coração e não um politiqueiro de farda;

-Uma pessoa com capacidade de liderança, inteligência, conhecimento das questões da guarda, articuladora; aberta ao aprendizado; MORALMENTE ilibada; amplamente conhecida e reconhecida pelos guardas, que tenha projetos para a GMC e para a cidade; com consciência cidadã; etc.

-Alguém que se comprometa com os interesses da classe e que se submeta às diretrizes que serão traçadas para ele;

Entre outras coisas.

O QUE DEVEMOS FAZER?

-Já agora em 2011 realizar uma reunião com a intenção de escolher um dos pré-candidatos, o partido que ele representará e suas metas no cargo.

-Nos comprometer a apoiar esse cara, realizar com ele sua campanha e se possível até financiá-lo coletivamente.

-Criar uma carta de intenções e compromissos que ele firmará com a categoria, carta esta que, dentre outras coisas, estabeleça as diretrizes de seu trabalho como representante e mediador da classe.

-Cercá-lo de apoio e exigências.


Esse candidato da classe deve se comprometer a ter apenas guardas como seus assessores ( e isso deve ser negociado com o partido escolhido).

Deve ser uma pessoa que assuma, além das funções de mediador e representante, a posição de LIDERANÇA. Logo que for eleito ele concentrará em si as articulações para organizar a classe. Ele financiará, dentro do possível, nossos "pequenos" projetos.

Será o LÍDER que precisamos, congregará em torno de si as melhores cabeças para articular estratégias para a GCM, agirá como mediador também entre as instituições relacionadas à guarda (sindicatos, associações, etc).

Se cada guarda se comprometer com esse projeto temos condições para eleger um GM, é possível, pensando até pequeno, quadruplicar nosso efetivo em número de votos.

É uma tomada de poder, e das grandes.

Já conseguimos tantas coisas, podemos conseguir essa.

Postagens Relacionadas

0 comentários:

Anterior Página inicial Proxima
Tecnologia do Blogger.